A herborista Magdala Guedes conhece o poder curativo e as propriedades energéticas de centenas de plantas cultivadas em seu sítio na serra da Moeda, a uma hora da capital mineira. Aqui, ela ensina como fazer banhos especiais, que conjugam a força das ervas com mentalizações positivas para equilibrar a saúde e as emoções.

“Só é duradouro aquilo que se renova.” Essa frase, gravada na porteira do Sítio Sertãozinho, avisa a quem chega qual é a atmosfera do lugar. São 78 mil m² de jardins, com ervas e flores, que perfurmam e tornam vivo cada recanto. No meio desse paraíso verde, esta a casa de Magdala Guedes, a Magui. Junto com o marido, Oreste Lúcio, ela cultiva tudo o que cresce no lugar. Os aromas florais atraem beija-flores, borboletas e pássaros. “Há 17 anos, senti que não podia mais viver na cidade, que precisava estar na natureza, observando os bichos, obedecendo o ritmo das estações do ano, para aprofundar meus estudos de fitoterapia e compreender melhor o efeito das ervas. Aqui, sinto que sou filha da Terra, desenvolvo a humildade e a tolerância enquanto espero as plantas crescerem. O tempo de semear e colher”, diz Magui, que nasceu em Goiás, tem formação de educadora e morava em Belo Horizonte antes de vir para o sítio.

Ela produz chás, incensos, cosméticos e desenvolve programas de revitalização que incluem alimentação natural e banhos de erva. “As pessoas chegam da cidade carentes de cuidado e de condições para ouvir a voz do próprio coração, pois estão muito aceleradas. Acho que a saída não é abandonar o espaço urbano, mas aproveitar finais de semana para estar perto da natureza. Banhos de erva trazem essa força para o dia-a-dia. Eles atuam no corpo e influem no equilíbrio energético”, acredita ela.

magui
Magui aprendeu com as rezadeiras, com as índias e com os livros de fitoterapia a cultivar e usar as ervas medicinais.
COMO PREPARAR

Magui ensina como fazer os banhos. “Coloque num saquinho de linho ou algodão brancos 200 g de ervas frescas ou 100 g de ervas secas. Feche-os com fitas coloridas, que têm significado: verde é para o banho relaxante, laranja para o energizante, branca para o de limpeza, vermelha para o do amor, cor-de-rosa para o de acolhimento”, diz ela.

Se o banho for de imersão, o saquinho é colocado direto na banheira com água quente. No chuveiro, as ervas, já dentro do saquinho, devem ser postas em infusão (em 2 litros de água quente por cinco minutos) e joga-se essa mistura no corpo. “É importante também mentalizar uma intenção durante o banho”, completa Magui.

Abaxo, você encontrará as misturas de ervas e a sugestão de uma mentalização – isso ajuda a liberar pensamentos negativos, facilita a conexão com o ritmo pessoal e com esse ritual revigorante.

Para momentos de sobrecarga emocional, depois de discussões ou quando os pensamentos negativos são muito recorrentes.
. Mil-em-ramas – Tem efeito tônico, revitalizante, digestivo. Como uma esponja, absorve as energias negativas.
. Arruda – No caso dos banhos, não tem função medicinal, mas age como protetora e purificadora do corpo e da mente. Libera inveja, mau-olhado e negatividade.
. Guiné – Também ajuda na limpeza energética e deve-se usar poucas folhas na mistura.

Alfazema – Tem efeito antidepressivo, anti-séptico, calmante e relaxante. Ajuda a limpar o astral e traz tranqüilidade.
. Malva – Calmante, evoca proteção e equilibra as emoções.
. Hortelã – E adstringente, analgésico, antidepressivo e anti-séptico. Purifica, protege, atrai amor e saúde.

Mentalização: imagine que você está em baixo de uma cachoeira ou num rio cristaIino. Pense que a água está levando embora tudo o que o impede de prosseguir na vida com calma e alegria.

Banho para o amor

Para atrair um novo romance ou celebrar uma união duradoura, sela a cumplicidade e desperta o desejo e a paixão.
. 7 pedaços de maçã – Fruta doce e suculenta.
. 4 sementes de maçã – Para que a afetividade e a vida a dois germinem.
. 4 pedaços de canela em pau – Afrodisíaco.
. 3 rosas vermelhas – Flores da paixão.
. Jasmim – De perfume doce, protege o casamento e o namoro e preserva a individualidade dos parceiros, para que a união seja harmoniosa.
Opcional: na banheira, acrescente 15 gotas de óleo essencial de ylang-ylang, afrodisíaco.
Envolva tudo num saquinho de crochê, simbolizando o cuidado e a delicadeza da relação. Amarre com fita vermelha e coloque na banheira com água quente. Ou deixe o saquinho em infusão em 2 litros de água e jogue no corpo, ao final do banho.

Banho de acolhimento

Para momentos de perda, de grande carência afetiva ou quando haja a necessidade de colo e compreensão incondicional.

. Camomila – Calmante e sedativo, alivia a tensão pré-menstrual. Erva associada a abundância, amor, purificação e proteção. Se não tiver flores secas ou frescas, use 15 gotas de óleo essencial de camomila para cada 8 litros de água. . Melissa – É calmante, analgésico, regula a pressão arterial, fortifica. Desperta a doçura e proporciona conforto, sono tranqüilo, acolhimento maternal.
. Mirra – Purificador, revitalizante, calmante e estimulante. Ajuda a expressar seus dons e a perceber os aspectos sagrados do cotidiano. Faz vibrar a compaixão e seda o medo de mudanças.

Mentalização: imagine que você esta no colo de alguém muito querido e que essa pessoa (pode ser a mãe, a avó ou outra figura materna) o recebe de braços e coração abertos, sem julgar ou questionar o que causa o sofrimento.

Banho relaxante

Para tensão, dores musculares ou após fazer muito esforço físico, como no caso dos atletas.

. Tomilho – Relaxante muscular, digestivo, regulador intestinal, bronco-dilata-dor. Purifica as energias e desperta as boas vibrações.
. Arnica – Antiinflamatório, sedativo, relaxante muscular. Energeticamente, traz clareza e ativa a prosperidade.
. Erva-baleeira – Tem propriedades antiinflamatórias e é considerada uma erva de proteção.
. Sal grosso – Adicione às ervas 2 colheres de sopa de sal grosso, para banho de imersão, ou 1 colher de sopa, para a infusão.

Mentalização: enquanto está na banheira ou no chuveiro, imagine que as tensões e cobranças do cotidiano estão se dissolvendo, que todo o corpo está relaxando e que você terá um descanso profundo.

Mandala de flores: beleza e harmonia

As cores do arco-íris, o equilíbrio das formas circulares e o significado das flores e ervas estão reunidos nesta mandala, criada por Magdala Guedes. Montada sobre um cesto de palha (ou qualquer recipiente redondo e raso), ela traz harmonia para os ambientes e é linda de olhar. Magui explica como fazê-la: “Você pode variar as flores. Nesse caso, usei no centro o amor-perfeito, para irradiar afeto. Em seguida, pétalas de rosas vermelhas, do amor e da paixão. Folhas de hortelã têm a cor da natureza e combinam com pétalas amarelas, o tom solar. Flores azuis de não-se-esqueça-de-mim e as pétalas cor-de-rosa reafirmam o amor fraternal. A serenidade é representada por flores de camomila e alfazema. Finalizando, mais hortelã e a pureza do jasmim”.

Banho energizante

Para desânimo, depressão leve, cansaço, falta de energia física.

. Alecrim – Antidepressivo, analgésico, estimulante e digestivo. Traz proteção, amor, purificação, saúde.
. Manjericão – é relaxante, antigripal, fortificante. Desperta perdão e clareza.
. Malva – É calmante e cicatrizante. Protege as emoções.
. Sálvia – Estimula a digestão, e antidepressiva. Fortalece a saúde.
. Canela (use no banho 3 pedaços de canela em pau. Ou em pó, 1 colher de sopa rasa) – Tem efeito tônico e revigorante. Observação: em caso de problemas renais, evite usar a canela.

Mentalização: imagine que os raios de sol estão penetrando em seu corpo através do plexo solar (localizado na boca do estômago). Com os pés bem apoiados, pense que sua energia está sendo renovada, que a vontade e o desejo estão ressurgindo em todo seu ser.
Bons Fluídos – Setembro 2002
Texto: Liliane Oraccio.
Reportagem fotográfica: Ana Paula Wenzzel
Fotos: Eduardo Delfim


2 Comentários

Deixe um comentário


2 + = onze